Notícias

Farmácia da Maternidade Gota de Leite funciona apenas 12h por dia

De madrugada, quem faz a dispensação de medicamento são as enfermeiras, prática proibida pelo Coren

Marcelo Barbieri (PMDB) é presidente da Fundação Municipal Irene Siqueira Alves, a Fungota.

Há pelo menos dez dias, a farmácia da maternidade Gota de Leite, em Araraquara, tem ficado aberta apenas 12 horas por dia. Nos outros períodos, quem está fazendo a dispensação de medicamentos são enfermeiras.

[Continue Lendo...]

Últimas notícias

Nossa Visão

Sindicato em expansão

Enquanto parte do sindicalismo cai em descrédito por conta de velhas práticas e atrelamentos políticos que nada trazem de positivo para os trabalhadores, há sindicatos e sindicalistas que lutam de forma honesta para organizar e unir categorias em defesa de seus direitos e são reconhecidos por isso.
A tarefa fica mais difícil por conta de “forças” que trabalham contra. Dentro da própria categoria surgem boatos absurdos, a chamada “radio peão”. Pessoas mal informadas (ou mal intencionadas) criam suas versões da “verdade”, desunem e enfraquecem a categoria por conta de seus próprios medos e frustrações.
Há os “paus mandados”. Estes defendem suas gratificações e sempre apoiarão o patrão. Ainda tem a imprensa. Esta, muitas vezes, acaba por confundir os trabalhadores. Lógico que não podemos generalizar, mas, via de regra, temos que lutar muito para fazer as informações corretas chegarem aos trabalhadores ou para desmentir informações falsas.
Desta lista de problemas a serem enfrentados, o medo é o mais relevante. O medo em si não é tão problemático. O problema é o medo desinformado, o medo sem sentido de ser ou existir. Este, apesar de ser muito comum e tirar muita gente da luta, desaparece quase completamente quando agimos de forma coletiva, ou seja, quando estamos unidos. Unidos ficamos muito mais fortes e tornamos mais fácil a conquista de vitórias.
Não é à toa que o nome do Sindicato é: Sindicato dos Servidores. São os servidores que fazem o Sindicato e podem escolher os rumos a serem tomados a cada data-base, a cada mobilização, a cada luta.
O SISMAR está entrando num novo momento de sua história e mudanças importantes estão acontecendo. A sede do Sindicato está em reforma, convênios estão sendo ampliados e trazem novos benefícios para os servidores sindicalizados. Nosso departamento jurídico acumula conquistas muito significativas e direitos negados por décadas aos servidores estão sendo gradativamente restabelecidos.
Nosso departamento de Comunicação vem conseguindo trabalhar de forma séria e independente e chega a pautar a imprensa regional. Tudo isso assume agora um ponto crucial para o crescimento da estrutura e para o fortalecimento definitivo da árdua luta do Sindicato e de toda a categoria: A reforma do Estatuto Sindical. Esta reforma tem por objetivo adequar e modernizar o Estatuto do Sindicato para que os servidores sejam cada vez melhor e mais rapidamente atendidos. Já somos mais de 3.000 “sismados” em toda a região e o número de servidores sindicalizados só aumenta todos os meses. Temos falhas e problemas a serem resolvidos, mas lutamos muito para fazer o melhor para cada servidor que nos procura. Para isso contamos com toda a categoria para melhorar mos ainda mais nosso trabalho. Vem pro SISMAR! Vem pra luta!
[Continue Lendo...]